Aguarde carregando a página...
em
   
  Autokar Automoveis
  Bengala Automóveis
  Maziero Automóveis
  Vencar Automóveis
REVENDEDOR
Área exclusiva para Revendas
INFORMATIVO
Fique por dentro das novidades do Portal, basta se cadastrar:
Nome:
Email:
Cadastrar
Descadastrar
 
MANUTENÇÃO DO VEÍCULO

Alguns cuidados de manutenção são esseciais para garantir a vida longa do veículo e uma direção com segurança. Muitos deles, você mesmo pode fazer, seguindo a orientação do manual do fabricante. Outras exigem visita a uma concessionária autorizada ou oficina de confiança.

Calibragem dos pneus
A pressão correta dos pneus é indicada pelo fabricante do veículo e deve ser revisada semanalmente. Pressões abaixo do recomendado afetam diretamente a estabilidade do veículo, assim como aceleram o desgaste dos pneus, além de aumentar o consumo de combustível e aumentar o risco de acidentes. Para pegar a estrada, geralmente põe-se uma ou duas libras a mais que na cidade. Não esqueça de calibrar o estepe.


Alinhamento e balanceamento
É preciso fazer se o carro estiver puxando para o lado mesmo com os pneus calibrados, ou tremendo a direção após uma certa velocidade. Recomenda-se executar esses serviços a cada 10 mil quilômetros rodados para evitar o consumo prematuro dos pneus.

Rodízio dos pneus
Na maioria dos carros, com tração dianteira, os pneus da frente gastam mais que os de trás. Por isso, é bom trocá-los de posição a cada 10 mil quilômetros rodados.

Velas, cabos e distribuidor
Devem ser checados a cada 15 mil quilômetros.

Correias e mangueiras
Não devem estar ressecadas. Se estiverem chiando, troque-as.

Pastilhas e lonas de freio
Se o freio estiver chiando, troque as pastilhas. As lonas ou sapatas, usadas nos freios a tambor, duram mais e só precisam ser trocados em carros mais antigos.

Suspensão e amortecedores
Nas oficinas, é possível testar a absorção das molas e amortecedores, além de outras peças do sistema.

Escapamento
Checar se há furos nos canos e silenciador, e se as borrachas no calço do escapamento estão bem presas. Com o uso constante, sofre desgaste provocado pelos resíduos corrosivos de combustível e óleo, e deve ser trocado sempre que apresentar buracos ou rachaduras, para não comprometer o bom desempenho do motor.

Peso extra
O limite máximo de peso que o carro pode transportar está indicado no manual do proprietário do veículo, e deve ser respeitado para evitar sobrecarga em componentes e perda de dirigibilidade. A bagagem deve ser acomodada de forma a não prejudicar a visibilidade lateral e traseira do motorista, e bem fixada. Bagagens soltas aumentam o risco de acidentes em caso de freada brusca. Se for carregar bagagem sobre o teto do veículo ou usar reboque, fique atento e viaje em velocidade reduzida.

Óleo e aditivo
Confira os reservatórios, que indicam o nível máximo e mínimo dos líquidos. Não esqueça que o excesso de fluidos também é prejudicial.

Filtro de ar
Quando sujo, em vez de reter a poeira, ele despeja as impurezas dentro do carro. O ar-condicionado é o lugar perfeito para proliferação de fungos. A troca do filtro do ar é essencial para a saúde do motorista. O indicado é trocá-lo a cada 30 mil quilômetros, mas o intervalo depende do uso do carro. Quem roda em lugares com muita poeira, deve substituí-lo a cada 15 mil quilômetros.

Palhetas do pára-brisas
Se estiverem ressecadas, deixando trilhas quando passam no vidro, é hora de trocá-las. Seu bom funcionamento é sinônimo de segurança, em dias de neblina ou chuva.

Faróis e luzes
Veja se estão funcionando as setas, faróis baixo e alto, luzes de freio e de ré. As lâmpadas devem ser trocadas a cada dois anos, aproximadamente. Além disso, buracos e depressões nas cidades e estradas fazem com que os faróis percam a regulagem de fábrica em até três meses. Por isso, recomenda-se fazer uma revisão completa a cada noventa dias. Luzes do painel, bem como a fonte de energia – a bateria –, também devem ser constantemente checados para que não haja surpresas. No caso da bateria, observe se os cabos estão oxidados (geralmente há o acúmulo de um pó pastoso esbranquiçado), ou se estão frouxos ou soltos.

Equipamentos de segurança
Confira se macaco, chave de roda, estepe e triângulo estão no porta-malas. Veja também se o extintor de incêndio está dentro do prazo de validade.

Ar-condicionado
Diferentemente do que muitos pensam, quanto mais o ar-condicionado é usado menores são as chances de apresentar problemas. No inverno, muitos condutores esquecem do ar-condicionado que não deve ficar parado por mais de uma semana. Mesmo se estiver frio, é bom ligá-lo durante 10 minutos. Os principais indícios de mau funcionamento são mau cheiro ao ligar o aparelho e barulho excessivo causado pelos rolamentos e compressor.

 
© Ideia Good - Soluções para Internet